A solidão é algo muito comum em nossos dias, também sabemos que ela colabora significativamente para o desenvolvimento da depressão que tem sido considerada como a doença do século 21. Se você é alguém que tem lidado com a solidão em pequenas ou grandes doses, ou tem lidado com a depressão em sua vida precisamos nos perguntar o que Deus acha e fala a respeito da solidão.

Solidão faz parte do plano de Deus para nós?

“Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora que lhe seja idónea.” Génesis 2.18

Deus não tinha apenas o interesse de criar o homem e depois ao pensar melhor resolveu criar a mulher. Não! No plano inicial de Deus já estava planeado uma companheira para o homem: a mulher! Porem como sabemos que Deus fez uma coisa de cada vez: o homem primeiro e depois a mulher. Porem neste texto de Génesis é apresentado o motivo pelo qual Deus criou a mulher. Em primeiro lugar diz que “não é bom que o homem esteja só” e em seguida diz que a mulher seria a companheira idónea do homem. Não quero estreitar o entendimento do texto a questão do casamento apenas, mas apresentar o projecto de Deus contra a solidão. Em outras palavras, o que o texto quer nos dizer é: “Não é bom que o homem e a mulher vivam em solidão”. A resposta para a solidão do homem foi a mulher, e a resposta da solidão da mulher certamente é o homem.

Deus não é a favor da solidão, mas contra a solidão, pois a solidão adoece o nosso coração e nos priva de uma vida plena e feliz! A vida não tem graça nem sentido se não podemos compartilhá-la com ninguém. Eis a razão pela qual Deus criou as outras pessoas, para compartilharmos a vida uns com os outros. No versículo de Génesis Deus diz que criou a mulher para lhe ser ao homem uma companheira idónea, ou seja, alguém igual a Adão com as mesmas lutas, desafios e limitações. Precisamos lembrar que no Jardim do Éden, Adão desfrutava de uma grande comunhão com Deus, ambos eram amigos íntimos, porem não possuíam as mesmas limitações. A resposta de Deus a solidão é a comunhão! Esta é a maneira pela qual a solidão é vencida em nossas vidas. Por isso evite isolar-se das pessoas e do mundo!

Deus nos deu uma família para que não estivéssemos sós. As pessoas de nossas famílias são companheiros e companheiras que Deus nos deu para juntos caminharmos nesta vida. A família por vezes é desfeita e atribulada ao ponto de quebrar-se quase todos os relacionamentos. Filhos, não esperem pela iniciativa de seus pais e irmãos para que a comunhão seja restaurada, seja você aquele que toma a iniciatica. Pais, não se ausentem no desejo de estar em comunhão com os seus filhos, não espere que eles lhe procurem, por vezes ainda não aprenderam o valor que há na família. Mas tome a iniciativa de buscar comunhão com os seus, ainda há muito para dar, receber e viver em família.

Deus nos deu a família da fé para que não estivéssemos sós. Aqueles que receberam a Jesus como Senhor e exclusivo Salvador de suas vidas se tornam filhos de Deus (leia João 1.12). Ou seja, se tornaram a família de Deus nesta terra! A comunhão com a família de Deus vence a solidão de nossos corações. Podemos estar cansados, tristes, sem esperança… mas na comunhão com nossa família da fé saímos renovados, alegres e esperançosos. Uma pessoa fortalece a outra e Deus fortalece a família toda. Evite ficar em casa, não sair, combata a solidão com a comunhão! Venha participar de nossas reuniões e estar em comunhão com a família da fé! Muitas pessoas perderam as suas famílias, amigos, ou estão distantes… eis a razão pela qual Deus nos aproxima de sua família, pois Ele não deseja que estejamos sós, sem companheiros e companheiras ao nosso lado. “Há amigo mais chegado que irmãos” (Provérbios 18.24).

Deus vem morar em nossos corações para que nele não exista solidão. “Se alguém me ama (a Jesus), guardará a minha palavra; e meu Pai o amará, e VIREMOS PARA ELE E FAREMOS NELE MORADA” (João 14.23). Jesus e o Pai vêm morar em nós e assim é iluminado o nosso coração cheio de trevas e cantos escuros. A luz de Deus começa a brilhar em nós! Os motivos e feridas que antes nos afastavam das outras pessoas e também de Deus gerando solidão passam a ser mudados e curados. Adão antes da criação da mulher ele falava com Deus. A ordem das coisas naqueles dias era em primeiro lugar o relacionamento com Deus, e em seguida a relação com as outras pessoas. Hoje muitas vezes queremos fazer a ordem contrária: primeiro o relacionamento com as outras pessoas e em segundo o relacionamento com Deus. Ao nos relacionarmos com Deus e estarmos em comunhão com Ele algo maravilhoso acontece em nossas vidas, pois só Ele sabe a verdade dos nossos corações e intenções. As pessoas podem falhar connosco… mas Deus não falha! Nunca nos abandona, nunca nos rejeita. Em Isaías 49.15 diz que mesmo que uma mãe abandone o seu filho, Deus nunca nos abandonará. Como disse David no salmo 23: “mesmo que eu anda no vale da sombra da morte, não temerei mal algum pois Tu ESTÁS COMIGO!”. Mesmo não havendo ninguém connosco, se tivermos Jesus em nossas vidas, não estaremos sozinhos até mesmo nos momentos mais sombrios e amargos de nossas vidas. As pessoas podem não conhecer as nossas necessidades, mas Deus as conhece nos mínimos detalhe e quer supri-las. Mas para isso precisamos estar em comunhão com Deus, pois só assim venceremos as profundezas da solidão em nossos corações.

Nenhuns destes três relacionamentos devem falhar em nossas vidas: a Família, a Família de Fé e Deus. Mas o próprio Deus também diz para você: “Não é bom que você fique só”. Não se entregue, mas combata a solidão com a comunhão. Deus te aproximará das pessoas certas para lhe serem companheiras na vida… mas principalmente Ele deseja definitivamente vir morar em seu coração para restaurar o mais precioso relacionamento que poderemos ter: a verdadeira e íntima comunhão com Ele.

Rev. Albert Canfield Snieciskoski

Partilhar